BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE OLIVEIRA DE FRADES
Bem vindo ao forum dos Bombeiros
Voluntários  de Oliveira de Frades


Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
Admin
Admin
Mensagens : 1340
Data de inscrição : 31/01/2012
http://bvofrades.foruns.com.pt

Alimentação Este é o maior erro que se pode cometer ao pequeno-almoço

em Sab Jun 13 2015, 22:51
Acha que toma um pequeno-almoço consistente e nutricionalmente correto? Possivelmente não.

Diz a Women’s Health que a grande maioria das pessoas comete um erro crasso no pequeno-almoço.



Krista Yoder Latortue, médica especialista em nutrição, diz que não chega incluir alimentos saudáveis naquela que é a primeira (e mais importante) refeição do dia. É importante saber escolhê-los e conjugá-los, ingerindo-os nas quantidades indicadas e mais corretas para se obter o máximo de energia para as horas seguintes.

Para a médica, é na porção de proteína que a grande maioria das pessoas erra: “Não importa o que refeição é, metade do prato deve conter frutas e legumes, e a meia metade deve ser dividida entre grãos e proteína”. Regra que, diz a médica, é ainda mais imperial no pequeno-almoço.

"Se só ingerirmos hidratos de carbono ao pequeno-almoço, o nosso metabolismo fica desligado durante todo o dia", diz Yoder Latortu. "A fome que se sente [principalmente de manhã] deve-se a dois fatores: ao que se come e à quantidade. Se não se comer proteína no pequeno-almoço, é possível que ao almoço a pessoa se sinta voraz. E quando se está faminto, as escolhas são mais pobres", explica.

Além disso, diz Latortue, não ingerir pelo menos 30 gramas de proteína de manhã pode fazer com que seja mais difícil consumir a dose diária recomendada deste nutriente, que é de 80 a 100 gramas.

Ovos, peru, frango, frutos secos, iogurte, queijo fresco ou derivados de lácteos são as opções dadas pela médica para se incluir proteína na primeira refeição do dia.
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum